Psicologia do SEO: 10 coisas que você precisa saber

Acredito que você conhece SEO? E tudo sobre palavras-chave, conteúdo e otimização, certo?

Não é bem assim.

Apesar de que você pode pensar que sabe, SEO tem muito menos a ver com o conteúdo, codificação, ou a arquitetura do site do que com a psicologia.

A razão por que as pessoas pesquisam por coisas no primeiro lugar é o que importa. Isso é especialmente verdadeiro quando se trata de SEO de alta performance.

Pode falar em usar densidade de palavra-chave específicas ou usar outra maneira para que as palavras-chaves sejam encontradas.

O que a psicologia tem a ver com tudo isso?

A agências de SEO de alta performance de hoje em dia, entende a psicologia por trás de cada comportamento das pessoas e como afetam o desempenho de uma estratégia de marketing digital de alta performance.

Que se aplica a SEO, tanto como ela faz para qualquer outro canal de marketing digital.

Eu não estou dizendo para você fazer um curso de psicologia. Todas as respostas que você precisa estão disponíveis para você através da pesquisa de mercado eficaz e uma estratégia de SEO cuidadosamente desenvolvida.

1. Conheça os seus clientes

Sem saber o que fazer com que seus clientes, qualquer técnica de marketing que utilizar é certeza de fracasso.
Como proprietário de um negócio, você precisa entender as pessoas que precisam ou que irão beneficiar de seus produtos e serviços.

Se você não tiver feito isso, desenvolva personas detalhadas para os diferentes tipos de pessoas que estão propensos a usar seus produtos ou serviços.

Fale extensivamente com seus clientes existentes. O que os atraiu para a sua empresa? Quais são suas dores?

Mas não para por aí. Envolva-se em uma pesquisa de mercado para identificar outros tipos de pessoas que podem ser clientes potenciais.
Você vai começar a ver padrões e semelhanças nas origens e motivações das pessoas. Classifique diferentes tipos de clientes em diferentes personas.

Personas

Com as personas plenamente desenvolvidas, você pode ter uma imagem de como o seu cliente ideal se parece. Este entendimento vai permitir alavancar o seu conteúdo e otimização para guiá-los através da conversão.

2. Identifique a intenção do cliente

Nos velhos tempos, SEO girava em torno de identificar as palavras-chaves que as pessoas usavam para consultar nos buscadores. As coisas não vão muito a fundo do que isso.

O algoritmos dos buscadores de hoje são incrivelmente sofisticado. Hoje em dia, eles podem avaliar a intenção do usuário com uma precisão incrível. Ao compreender a intenção do seu cliente ideal, você pode fazer grandes avanços, enquanto melhora suas habilidades de SEO.

A maioria dos clientes estão em uma das quatro fases: consciência, pesquisa, decisão ou compra. Suas consultas de pesquisa irá refletir essa intenção.

Como você pode saber a intenção de seus clientes? As respostas estão nas personas que você desenvolveu.
Todo mundo adora opções. Cada persona pode ter uma intenção diferente, é por isso que é importante produzir tipos específicos de conteúdo para personas específicos.

Por exemplo, uma de suas personas pode ser mais preocupados com a obtenção de um grande negócio. Outra pode ser a de ter em suas mãos o que eles precisam o mais rápido possível.

Depois de descobrir quem são seus clientes, entregue conteúdo atraente, informativo e otimizado para atrair a sua atenção.

3. Mapeie as dores

Dando aos clientes a informação de que necessitam aumentam as chances de sua conversão.

É crucial entender os problemas que estão tentando resolver e como os seus produtos e serviços podem ajudá-los.

Conteúdo útil de forma concisa aborda eficazmente as dores de seus clientes, e esses pontos de dores podem variar de um tipo de cliente para o outro.

Durante o andamento de sua pesquisa de mercado e através de feedbacks com os clientes existentes, você vai aprender muito sobre os problemas que seus clientes enfrentam.

Usando essa estratégia para otimizar o seu conteúdo e estratégia de SEO irá colocá-lo à frente do jogo.

Por exemplo, digamos que você tem um site de suplemento fitness. Sua pesquisa revela que o principal problema de alguns clientes envolva em perder peso rapidamente. Outro grande grupo está mais preocupado com a construção muscular.

Não precisa nem falar que produzir conteúdo estritamente para um ou outro, não vai chegar muito longe!

Portanto, a psicologia de SEO exige que diferentes tipos de conteúdo devem ser desenvolvidos para abordar diferentes dores.

4. Use consultas dos buscadores

Grande parte da psicologia do SEO se reflete na forma como as pessoas pesquisam nos buscadores.

Antes dos algoritmos evoluírem para o atual nível, a melhor maneira de fazer isso era usando vários termos de pesquisa, curtas e concisas, que é exatamente por isso que as palavras-chave eram tão crucial.

Agora os algoritmos consideram a semântica, temática e intenção dos usuários, a maneira pela qual os usuários pesquisam nos buscadores evoluiu. As pessoas estão mais coloquial com suas pesquisas.

Por exemplo, ao invés de pesquisar por “sapatos para venda São Paulo”, hoje é mais provável pesquisar “Onde posso encontrar sapatos para venda em São Paulo?”
Cada vez mais, elas podem realmente fazer a pergunta em voz alta, consultando a Siri ou outro assistente.

Ao desenvolver a sua estratégia de SEO, considere como as pessoas vão perguntar ao Google para encontrar os produtos e serviços que precisam.

Alavanque o seu conteúdo para responder a essas perguntas. Sempre que possível, use palavras-chave de cauda longa (long tail) e frases-chave que refletem como as pessoas pesquisam nos buscadores.

Utilizar palavras-chave long tail em sua estratégia de SEO é a única maneira que você pode ganhar mais tráfego orgânico.
Palavras-chave long tail são, de longe, o método de busca mais utilizados.

Volume de Buscas - Palavras-chave Short Tail X Long Tail

Se o seu conteúdo é verdadeiramente útil, informativo e relevante para seus clientes, ele irá, naturalmente representar e responder as perguntas adequadas.

5. Tenha imagens e vídeos

Uma coisa importante a lembrar sobre a psicologia do usuário é que os seres humanos são altamente visuais.
Para realmente se conectar com o seu público, a sua estratégia de SEO deve incorporar imagens e vídeos sempre que for possível.

De acordo com estudos, as pessoas processam as informações apresentadas em imagens em torno de 60.000 vezes mais rápido do que o texto. Para se conectar com os clientes rapidamente, o que é extremamente importante na internet, vale a pena incluir imagens e vídeos relevantes.

Inserir clipart e banco de imagens não funciona tão eficazmente como incluir imagens e vídeos de clientes reais ou funcionários.
Imagens e vídeos vão fazer o seu SEO ser mais eficaz e seu conteúdo mais compreensível e acessível. Graças à tecnologia de hoje, eles também são fáceis de produzir.

A música Gangnam style do PSY é o video mais visto no YouTube com mais de 2.6 bilhões de visualizações. Um ótimo número para os seus vídeos, não?

6. Experiência de usuário

No mundo do SEO, muita atenção é dada à arquitetura do site e como ela afeta a experiência do usuário.

Ao projetar o layout do seu site de acordo com a psicologia de seus personas, você vai aumentar as chances de convertê-los em clientes reais.
Afinal, você precisa ter certeza de que eles vão interagir com seu site em vez de simplesmente rolar a página e fechar.

O objetivo aqui é garantir que o conteúdo certo fica em frente a persona certa na hora certa.

Compreender as motivações e origens dos seus clientes irá tornar mais fácil de colocar para fora o seu conteúdo de forma adequada.

Páginas de destino otimizadas ajudam a orientar a experiência do usuário. Uma boa página de destino deve direcionar personas específicas, para que você possa oferecer de acordo com as suas dores e desejos as soluções e produtos corretos.

7. Compartilhar

Você não quer que as pessoas apenas leiam o seu conteúdo. Você quer que elas compartilhe também.

Quando alguém compartilha seu conteúdo, elas estão assegurando a sua marca. O próprio ato de compartilhar prova que elas estão ativamente envolvidos.

A questão, é: o que leva as pessoas a compartilhar o conteúdo em primeiro lugar?

O New York Times Insights realizou uma pesquisa sobre esta mesma coisa, e as suas conclusões são incrivelmente perspicaz:

  • 84% compartilha porque apoia uma causa que eles se preocupam
  • 78% compartilha para ficar conectado com os amigos
  • 69% compartilha para se sentir mais envolvidos no mundo
  • 68% compartilha para se definir
  • 49% compartilha como uma forma de entretenimento

A partir disso, podemos concluir que o melhor conteúdo ajuda os clientes a definir a si mesmos e suas relações com o mundo.
Ele também oferece valor as pessoas para compartilhar com os outros.

Conteúdo compartilhável é informativo, interessante e útil. Ele também reflete os ideais dos clientes.
Mantenha os resultados da pesquisa acima em mente enquanto trabalha na sua estratégia de SEO e criação de conteúdo para aumentar as chances de ter seu conteúdo ser espalhado.

8. Mantenha a conversa fluindo

Uma estratégia de SEO de alta performance também considera como e por que as conversões acontecem.
Uma conversão nem sempre significa uma venda. Pode significar um opt-in, participar de uma pesquisa rápida…

O que leva alguém mudar de um visitante para um cliente real? Uma enorme quantidade de informação está disponível on-line sobre como e porque as pessoas convertem.

Estude sobre a psicologia de conversão para aumentar a eficácia geral de seus esforços de SEO e otimização de conversão.

Quando se trata de compreender a psicologia por trás da conversão, ter uma compreensão clara do funil de vendas é uma necessidade absoluta.
Você deve ter conteúdo correspondente a cada etapa do funil, bem como todo o tipo persona.

Sim, isso significa que você precisa de uma grande quantidade de conteúdo. E, sim, que o conteúdo deve ser da mais alta qualidade.
Você pode ter seu trabalho cortado para você, mas a boa notícia é que ele vai pagar em espadas abaixo da estrada.

9. Orientação

Nós não gostamos de admitir isso, mas pessoas seguem outras pessoas.
Elas olham um para o outro para decidir como se comportar. Isto é tão verdadeiro on-line, como também pessoalmente.

Para motivar os visitantes do seu site para fazer o que você quer, você deve orientá-los. Esperar eles tomar uma iniciativa é irrealista, você deve sutilmente guiá-los.

Chamadas para ação (CTA – Call To Action) são um excelente exemplo de como guiar os visitantes através de seu site. Além disso, ela ajuda a considerar o caminho que seu cliente percorreu até chegar na conversão.

Por exemplo, algum persona que chega em seu site pode estar fazendo uma pesquisa muito inicial. O conteúdo deve fornecer uma visão clara, mas eficaz do que pesquisa, e no final do conteúdo, deve haver recursos adicionais para ajudá-lo a progredir para a fase seguinte. Para cada estágio, use chamadas para ação para orientar os usuários ao longo do funil.

10. Valor X Custo

Os seres humanos são principalmente preocupado com duas coisas quando considera um serviço ou produto. Eles se perguntam:

(1) Isto é para mim?
(2) Quanto vai custar?

Essa é a psicologia humana 101, e ele revela-se bastante útil para a elaboração de uma estratégia de SEO.

Para o valor, o seu conteúdo deve fornecer algo que seu público realmente precisa. Isso normalmente significa que deve fornecer respostas, informação e orientação.

Quanto ao custo, envolve mais do que o dinheiro. Quantos estágios seus clientes tem que percorrer para obter as informações que eles precisam?

Preferivelmente, o conteúdo deve ser facilmente acessível. Desde que você também pode coletar dados cruciais sobre seus clientes, se você pedir para preencher um formulário demorado, é improvável que muitos vão cumprir.

Conclusão

Antes de desenvolver uma nova estratégia de SEO, você precisa entrar de cabeça nas dores e necessidades de seus clientes e conhecer cada detalhe sobre eles.

Mais importante, lembre-se de que o conteúdo que você cria não deve apenas ser orientado para algoritmos de buscadores; ele deve ser voltado para reais clientes humanos pagantes que querem o que você tem para oferecer.

Nenhuma das dicas acima você vai conseguir chegar a lugar nenhum até que você invista uma quantidade considerável de tempo e esforço para compreender o que faz o clique do seu futuro cliente.

Psicologia do SEO: 10 coisas que você precisa saber
8 5
About